PRÓXIMOS JOGOS:

     ÚLTIMOS RESULTADOS:

HOMENAGEM AO PRESIDENTE DR. MANUEL ARRUDA

Imagem do jogo

Discurso de homenagem ao Dr. Manuel Arruda, Presidente do nosso Clube:

Exmo senhor 

- Presidente CM P Delgada, Dr. José Manuel Bolieiro

- Presidente Afpd, Sr. Auditon Moniz

- Vice-Presidente C. Arbitragem da AFPD, Sr. Luís Silva

- Presidente do Conselho Fiscal do CUM, Sr. Norberto Oliveira

- Presidente do CUM, DR. Manuel Arruda

- Caros, Dirigentes

- Treinadores 

- Atletas 

- Pais e familiares, 

Minhas Senhoras e meus Senhores,

Falar do Clube União Micaelense, é falar de todas as personalidades, ilustres sócios e dirigentes que conduziram os destinos do Clube que já ultrapassou a barreira dos cem anos. 

É esse o enquadramento de um Clube que atingiu um patamar de existência que muito poucos igualam.

Hoje cabe-nos, não só por ser tradição, mas porque é de inteira justiça reconhecer uma figura incontornável da vida do Clube União Micaelense e que tem sido, muitas vezes, o garante da estabilidade e continuidade da existência desta Instituição. 

Nascido em Ponta Delgada, a 6 de fevereiro de 1953, filho de Fernando Octávio Arruda, Figura Grande que foi, na história do Clube, o Dr. Manuel Ribeiro Arruda acaba por ver -lhe impregnado à nascença no sangue ou no ADN a mística da União Micaelense. 

Ilustre e prestimoso dirigente servidor, numa entrega total, merecedora e digna da simpatia e do respeito de todos. Exemplo vivo e gratificante de um verdadeiro e autêntico dirigente. 

Falar do Dr. Manuel Ribeiro Arruda não é tarefa fácil, porque estas humildes linhas em comparação com a dimensão da pessoa em questão, correm o risco de, por omissão, esquecer alguns dos seus maiores predicados.

Homem distinto, consensual, simples no trato e discreto, avesso aos holofotes e a protagonismos, prefere atribuir aos outros, os louros do seu próprio trabalho.

A paixão, pelo clube, que herdou de seu pai, fê-lo enquanto jovem, envergar a camisola do nosso clube.

Seguiram-se-lhe os passos, o filho, Luís Arruda, como atleta e treinador, igualmente os seus netos, Manuel e Francisco já numa quarta geração que esta época iniciaram os seus primeiros pontapés na bola nas escolas do CUM.

A vida política ocupou grande parte da sua vida, tendo exercido diversos cargos ao longo da sua carreira. Foi Secretário Regional nos difíceis tempos da construção da autonomia dos Açores. Foi igualmente Deputado à Assembleia Regional e à Assembleia da Républica, Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada e da Associação de Municípios dos Açores, tendo sido ainda também Presidente do PSD Açores.

A sua paixão pelos ralies levou-o a exercer cargos de direção no Grupo Desportivo Comercial. 

A simples enumeração do seu percurso é o suficiente para aquilatarmos, da valia e competência do nosso Presidente, e que cabe, a nós, preservar, apoiar na enorme tarefa de manter a União Micaelense viva e dinâmica. 

Dedicar espaço à formação de jovens futebolistas, criando novas raízes e adaptando-se aos tempos que correm, foram as diretrizes e a receita que encontrou para prosseguir o caminho num novo século de vida do Clube.

“O bom timoneiro é pois aquele que leva a bom porto a sua nau mesmo tendo de passar por agitadas águas.” 

Consideramos, neste momento, ser nossa obrigação prestar-lhe esta homenagem, que é simples e simbólica, mas revestida de enorme reconhecimento, que o Clube hoje lhe dedica, 

Curvamo-nos perante a grandeza dos serviços que lhe prestou.

Muito Obrigado Senhor Presidente!

Notícia criada em: terça feira, 17 de dezembro de 2013 às 0:07